jogos para aprender inglês

Let’s Play! 5 ótimos jogos para aprender inglês

By Hey Peppers!
In janeiro 25, 2017
1354 Views

Assistir a séries e filmes, assim como ouvir músicas ou ler histórias em quadrinhos, sempre foram passatempos muito indicados para quem quer aprender inglês fazendo o que gosta, ou seja, se divertindo. Mas como já abordamos aqui, jogar videogames também é uma ótima indicação para quem quer tornar esse aprendizado mais interativo e dinâmico.

É o que fazem muitos gamers, que aproveitam os jogos para evoluir o conhecimento do idioma, já que proporcionam situações em que o aprendizado acontece na prática.

Quer conhecer alguns títulos para também seguir essa receita? Confira nossa lista com alguns dos melhores jogos para aprender inglês e descubra como eles podem ajudar a melhorar o seu conhecimento do idioma!

1. Gone Home

Capaz de proporcionar uma experiência única de entretenimento, Gone Home é um jogo de exploração em primeira pessoa que não se enquadra nos padrões convencionais da indústria dos games.

A história começa com o retorno de Kaitlin à casa da família após uma viagem à Europa. Lá, ela se depara com a mansão vazia e uma mensagem enigmática da irmã, Sam, avisando que foi embora e não deseja ser encontrada. Sua missão é explorar cada cômodo da casa à procura de pistas para descobrir o que aconteceu com a família.

Nem um pouco linear, a narrativa é construída à medida que o jogador interage com o cenário e interpreta as informações reveladas em mensagens da secretária eletrônica, fotos, fitas K7 e VHS, cartas, livros e outros documentos encontrados pelos aposentos.

As possibilidades de aprendizado estão em cada detalhe do jogo. Passam pelos armários, gavetas, luminárias e outros objetos, que indicam ao jogador como interagir com eles, além do grande volume de conteúdo textual.

Entre eles, os registros de Sam anotados em um diário, que ganham vida na voz dela em diversos momentos do jogo para conduzir e dar sentido à narrativa.

2. The Begginer’s Guide

Também considerado um game que foge dos padrões, The Begginer’s Guide funciona como uma espécie de experimento. Nele, o jogador é convidado pelo narrador a conhecer uma série de jogos inacabados de um amigo, chamado Coda, que os teria abandonado em uma pasta do computador, sem nunca lançá-los.

É justamente em torno dele que a narrativa é conduzida. Afinal, é possível saber quem é Coda e entender suas razões se deslocando e conhecendo melhor aquilo que ele criou?

Com o ritmo ditado pelo criador do jogo, que diz ter compilado os projetos com esse objetivo, a você cabe a tarefa de avançar por esses diversos cenários, enquanto ele faz comentários e tira conclusões sobre seus significados.

A constante presença do narrador para guiar o jogador, estabelecendo conexões e interpretando cada detalhe, propicia uma experiência de imersão bastante rica no contato com a pronúncia da língua inglesa.

Uma ótima pedida até mesmo para jogadores menos fluentes, que podem ativar as legendas do jogo (também em inglês) para facilitar a compreensão.

3. The Walking Dead (Telltale Games)

Se você nunca assistiu, provavelmente já tenha ouvido falar no famoso seriado em que um pequeno grupo de sobreviventes luta para se manter vivo em um mundo pós-apocalíptico dominado por zumbis.

Assim como a série, os jogos lançados pela Telltale Games são baseados nas histórias em quadrinhos, mas com narrativas e elementos exclusivos em relação às HQs e ao programa televisivo.

Todos eles possuem a mesma mecânica, com ênfase no desenvolvimento da história e dos personagens, influenciados pelas escolhas feitas pelo jogador em relação aos diálogos dos protagonistas ao interagir com outras pessoas e eventos que exigem ações rápidas.

Em ambos os casos, por meio do acerto ou do erro, essas situações são fundamentais para aprender o significado de cada escolha, principalmente aquelas das quais você não tem certeza.

Além dessas oportunidades de um contato mais interativo com o conteúdo textual, os diálogos entre os personagens permitem ao jogador aprender por associação, ligando expressões faciais e reações ao que acontece durante os jogos.

Cada um deles consiste em uma temporada de 5 episódios que se complementam à medida que você completa um e avança para o seguinte. Com duas temporadas completas, o título teve os dois primeiros episódios da terceira lançados em dezembro de 2016.

4. World of Warcraft

Lançado em 2004, World of Warcraft (também conhecido como WoW) é o jogo mais popular do gênero MMORPG. É importante destacar que títulos que se enquadram nessa categoria consistem em permitir que milhares de jogadores possam jogar e interagir uns com os outros simultaneamente, enquanto exploram cenários e cumprem missões para evoluir e ganhar equipamentos.

WoW não é diferente. Nele, você cria um personagem, customiza a aparência e escolhe o gênero e entre diversas opções de raça e classe para seu avatar. Essas duas últimas são as que têm maior peso na experiência de jogo, pois é como o jogador define onde vai começar e a facção da qual vai fazer parte.

Com mais de 5,5 milhões de jogadores, o destaque fica por conta das inúmeras possibilidades de interação com pessoas de outras nacionalidades em situações autênticas para aprender inglês.

Para cumprir os objetivos do jogo e evoluir o personagem, por exemplo, interagir e criar vínculos para montar grupos e trabalhar cooperativamente, é fundamental para vencer os desafios e monstros que apresentam maior nível de dificuldade.

A dica é aproveitar a oportunidade e jogar em servidores estrangeiros para socializar e interagir com os falantes nativos da língua inglesa.

5. Pokémon (Gameboy, Nintendo DS e 3DS)

Em 2016, com o lançamento de Pokémon Go, os monstrinhos de bolso se tornaram febre mundial novamente, renovando a popularidade da franquia. Mas muito antes do aplicativo sair para celular, a série de jogos lançados para os videogames portáteis da Nintendo já possibilitava o acesso ao universo que inspirou o desenho animado.

Atualmente na sétima geração (Sun e Moon), o título evoluiu muito em diversos aspectos, mas mantém a essência em relação aos objetivos que os jogadores devem cumprir. Invariavelmente, você joga com um personagem que acabou de se tornar um treinador, após ganhar o primeiro pokémon.

O objetivo do jogo é percorrer rotas e cidades, capturando novos monstrinhos e evoluindo-os para derrotar os líderes de ginásio da região e ganhar as 8 insígnias que credenciam para o desafio final.

Ao longo da jornada, o jogador tem acesso a um grande volume de conteúdo textual, interagindo com outros personagens, que podem dar itens e dicas para avançar e se dar bem no jogo, propor trocas de pokémons ou desafios para batalhas.

É justamente nessas disputas que os jogadores aprendem e evoluem o inglês, associando nomes de movimentos às animações e pistas visuais que facilitam o processo. Algumas dessas habilidades também são usadas para interagir com o cenário, como “waterfall”, que permite subir cachoeiras ou “cut”, que consiste em cortar arbustos que bloqueiam rotas.

Principalmente por meio desses dois contextos, o processo de repetição contribui muito para melhorar e expandir o vocabulário.

E aí? Gostou da nossa lista? Agora que você já conhece alguns dos melhores jogos para aprender inglês, curta nossa página no Facebook para não perder nossas próximas postagens!

template aprender inglês

Deixe um comentário