Dos clássicos aos modernos: os melhores livros em inglês para você praticar leitura

By Hey Peppers!
In março 15, 2019
591 Views

Quem é apaixonado por literatura está sempre em busca de bons livros para manter seu gosto pela leitura. Se você é fã de um bom livro, provavelmente está em busca da próxima aventura literária. E para mandar bem no inglês, praticar bastante é o principal segredo. Então que tal subir um degrau e começar a ler livros em inglês para praticar o idioma e ainda se divertir ao fazer o que você mais gosta? Separamos algumas dicas de bons livros em diferentes níveis de compreensão para você aprender inglês e devorar o melhor da literatura. Se liga!

Nível iniciante

1. Peter Pan, de James M. Barrie

Dificilmente alguém não conhece este personagem. O Peter Pan não queria crescer, mas sua obra e sua história cresceram tanto que hoje é um clássico da literatura infantil. A obra já virou adaptação da Disney e de diversos outros filmes. Se você ficou com o pé atrás por ser um filme infantil, não fique. A experiência de ler um livro infantil quando se é adulto é diferente, mas não menos prazerosa e interessante. Além disso, o clássico é uma ótima oportunidade para ampliar o vocabulário.

O livro conta a história de Peter Pan, um menino valente e bem travesso que, todas as noites, conta histórias de ninar para três irmãos, Wendy, João e Miguel. Um dia Peter convida Wendy para uma de suas aventuras e os irmãos a seguem para a Terra do Nunca. Por lá, vivem aventuras cheias de mistério e travam batalhas contra grandes inimigos. O principal deles é o Capitão Gancho, um vilão que teve uma infância bem regrada e, por isso, vê em Peter tudo que ele sempre se negou a ser.

Quer saber de uma curiosidade? Reza a lenda que o autor, James M. Berrie, escreveu a história de Peter baseado no irmão, que morreu ainda quando criança. Por isso a história se trata de um menino que nunca iria crescer e que mora na Terra do Nunca. Até hoje o livro ainda é muito estudado por psicólogos do mundo todo.

2. Make Good Art, de Neil Gaiman

Se você está naquela fase de crise, sem saber muito o que fazer da vida, esse livro é para você. O livro do discurso Make Good Art é uma transcrição do discurso que Neil Gaiman fez em 2012 para os formandos da University of the Arts, na Filadélfia. Nele o autor conta sobre sua trajetória de carreira, arte, vida, e jornada. Basicamente se trata de um livro motivacional, com questionamentos sobre o que estamos fazendo com a nossa vida. Neil fala sobre o fato de sempre trabalharmos para ganhar dinheiro e não para fazer o que nos faz feliz.

Durante o discurso, Neil conta que sempre se esforçou muito para trabalhar com o que sempre sonhou: ser um escritor. Recusou bons trabalhos, ganhou pouco e trabalhou como freelancer para chegar ao reconhecimento na profissão que queria. Pode ser muito difícil largar tudo e se dedicar ao que você realmente ama, né? Mas este livro vale muito a pena ser lido. Ele é de fácil compreensão e você ainda pode acompanhá-lo com o próprio discurso legendado (ou não).

Nível intermediário

1. Milk and Honey, de Rupi Kaur

Milk and Honey, de Rupi Kaur, é o primeiro livro de poesias e prosa da autora, que é canadense de origem indiana, é jovem e escreve de um jeitinho simples, como alguém da sua idade. Ela fala sobre assuntos que cercam a vida das mulheres, com suas dores e delícias. Kaur aborda desde temas leves como amor, até temas como abuso. O livro é dividido em quatro capítulos, cada um sobre um propósito diferente.

Em suas quatro subdivisões (a dor, o amor, a ruptura e a cura), o livro trata de experiências de violência, abuso, amor, perda e feminilidade. A autora lida com um dor que, por vezes, transforma a amargura de alguns momentos em doces frases. O livro é um ótimo leitura para que está em nível intermediário, já que as frases são curtas, mas muitas vezes com sentidos duplicados. Muitas das poesias são

2. Alice’s Adventures in Wonderland, de Lewis Carroll

Alice no País das Maravilhas é um clássico, né? E sabe o que não se pode esperar dessa história? Lógica. O livro conta a história de Alice que, em um dia qualquer, vê um coelho com um relógio na mão que se diz atrasado, ela o persegue sem nem pensar e mergulha em sua toca. A partir daí, Alice é projetada para o País das Maravilhas, um lugar cheio de animais e objetos falantes.

Em uma de suas aventuras, Alice é condenada à morte pela Rainha de Copas, e quando finalmente vai para sua sentença, ela acorda e descobre que tudo não passou de um sonho. A obra conquistou fãs apaixonados, adultos e crianças, porque abre espaço para diversas interpretações.

Alice no País das Maravilhas é um ótimo livro para uma leitura intermediária, pois tem textos fáceis, mas que não seguem uma ordem lógica, por isso é preciso estar sempre atento!

Nível avançado

1. The Handmaid’s Tale, de Margaret Atwood

Alerta de livro denso, com tema pesado, mas que vale muito a leitura! A história foi publicada em 1985 e se passa no futuro, no século 20, quando a taxa de natalidade começa a cair muito nos Estados Unidos e um novo regime toma o poder. É um regime totalitário, conservador, que retira todos os direitos das mulheres, às vigia, e que vê as mulheres férteis como “úteros com pernas”.

O livro de Magaret Atwood é distópico, porém com questões muito atuais e que sugerem um pensamento crítico sobre os direitos das mulheres. Um livro para quem está em um nível avançado de inglês, com leitura densa e que desperta o senso crítico. Especial para quem quer aprender e ainda ler uma obra de ótima qualidade.

2. Pride and Prejudice, de Jane Austen

Jane Austen é uma escritora muuuuuuito famosa e que tem livros realmente sensacionais. Em Orgulho e Preconceito, Jane conta a história de Elizabeth Bennet, que vive com seus pais e as irmãs na Inglaterra. Por serem as mais velhas, Elizabeth e a irmã Jane sofrem muita pressão para se casarem logo, principalmente por parte da mãe. Com a chegada de Sr. Bringley e Sr. Darcy à região, muitas coisas mudam. Elizabeth se apaixona por Darcy, e ele por ela, mas a natureza reservada dele e o espírito livre de Elizabeth comprometem a relação.

Mais do que tratar sobre mulheres que procuram por casamento ou um simples romance, a obra de Jane Austen trata sobre moral e valores da época. A ascensão social era muito difícil para mulheres sem recursos, mas Elizabeth jamais venderia suas convicções e ideais em troca de um bom casamento. Orgulho e preconceito fala sobre o orgulho de Darcy em não admitir se apaixonar por uma mulher pobre, e o preconceito de Elizabeth, que o vê como uma pessoa arrogante e inescrupulosa. Uma bela e recomendada leitura para quem quer aprender a voltar no tempo com uma história cativante e que prende o leitor.

Gostou? Acompanhe outras dicas do nosso blog!

Deixe um comentário