Intercâmbio: a melhor experiência da sua vida

By Hey Peppers!
In abril 12, 2019
196 Views

Se eu tivesse que explicar meu intercâmbio em uma frase, seria: melhor experiência da minha vida até agora. Como meu pai costuma dizer: “A faculdade da vida é a melhor de todas” Eu só entendi essa frase depois que fiz meu intercâmbio. Por quê? Porque o mundo é a melhor escola de todas.

A última coisa que importa em um intercâmbio é aprender a língua. “Como assim, teacher?” “Tá ficando louco?” “Esse artigo não é de dicas para aprender Inglês?” Sim, claro que é, mas deixa eu te explicar melhor o que eu quis dizer com essa frase. Quando você faz um intercâmbio, seu objetivo principal é aprender Inglês, mas chegando em seu destino você percebe que isso é fácil.

Pensa comigo um pouco, quanto tempo você destina para seus estudos? Duas horas por semana? Vamos imaginar que você estuda 2 horas por semana, 8 horas por mês, correto? Imagina você em um país que tenha Inglês como língua nativa, 8 horas você faz em um dia, então você acabou de fazer 1 mês de estudos em somente um dia. Seguindo esse raciocínio, você estuda 96 horas de inglês por ano, no seu intercâmbio, digamos que você durma 8 horas por noite (Intercâmbio você irá dormir menos, logo comento sobre isso), você faria as mesmas 96 horas em apenas 6 dias. Loucura, né!?

Então o segredo é fazer um intercâmbio? Não, não é mesmo! Quando eu cheguei lá eu conheci muita, mas muita gente que não falava Inglês, e eles estavam vivendo lá por 2, 3, até 10 anos e não saía uma frase em Inglês. Então se liga nas dicas para não errar na hora de fazer um intercâmbio:

E agora, para onde vou?

Quando você decide fazer um intercâmbio, a primeira coisa que você deve levar em conta é para onde você vai. Estude bastante o seu destino para não ter muitas surpresas, aqui tudo é válido, YouTube, Google, etc. Uma dica bem bacana é tentar achar um amigo(a) que já morou no seu local de destino. Morou, isso mesmo, assim ele ou ela poderá te dizer não somente as qualidades do local, mas também os pontos negativos.
Estudando o local e conhecendo melhor, você terá mais clareza da cultura do local, e lembre se: Ninguém vai se adaptar à você, é você que deve se adaptar à cultura local.

Vou encontrar Brasileiros?

Sim, nós estamos em todos os lugares. “Ah, que pena, vou falar só português.” Calma, realmente nós brasileiros viajamos para todos os lugares deste mundo e isso é ótimo, sabe por quê? Imagina você chegando em um lugar totalmente novo, estranho, língua diferente, você vai sentir saudades, então não pense que é ruim ter brasileiros por perto. Todos nós lá fora estamos no mesmo barco, em alguns momentos você vai querer desistir e eu garanto que quem vai lhe dar o ombro para chorar vai ser um brazuca. Aprenda a balancear suas amizades, amigo gringo é perfeito para praticar Inglês, conhecer novas culturas, aumentar seu networking, mas volto repetir, vai ser um brazuca que vai lhe ajudar naqueles momentos mais complicados.

Vou virar um gênio no Inglês?

É amigos, se você nunca viajou, você vai achar que é mentira essa parte, como comentei acima, tem pessoas que moram mais de 10 anos fora do Brasil e ainda não falam a língua. Você deve aproveitar o máximo todas as oportunidades que um intercâmbio possa te dar.

Eu estudei em uma escola mas, infelizmente, a metodologia não era muito boa, então o que eu fiz: fazia perguntas, fingia que estava perdido, entrava em bares e puxava uma conversa. Eu fiz muito disso, tinha um caderno pequeno comigo, e anotava tudo, palavras, expressões. Aprendi bastante assim, mas aprendi muito mais trabalhando, como vou contar a seguir.

Posso trabalhar?

Existem vários lugares pelo mundo que você pode trabalhar legalmente, mas caso isso não seja possível, existe uma outra maneira: trabalho voluntário. Além de fazer o bem, você vai trabalhar com nativos da língua Inglesa, eles vão te ensinar muito. Posso garantir para todos vocês que esta será a melhor maneira de aprender Inglês.

Aproveite!

Agora vou sair um pouco do Inglês e vou encerrar esse tópico com alguns “conselhos”.

  • Faça tudo que você tiver vontade de fazer;
  • Quando tiver a oportunidade experimente comidas culturais (Fast Food vai ser seu café da manhã, almoço e janta, é a comida mais barata que você vai comer);
  • Você vai engordar, é normal.
  • Os lugares menos conhecidos da cidade podem ser os mais legais;
  • Não perca o controle nas compras;
  • A saudade de casa vai bater e vai ser forte (Lembra dos brazucas?);
  • Tenha sempre com você um adaptador de tomada;

Novamente, aproveite! Você vai viver os melhores dias de sua vida

Deixe um comentário